Dar um tempo: Que tal tentar resolver junto antes de se afastar?

Eu pensei que ia ter um final de semana incrível do lado do cara que eu amo. Mas recebi um beijo sem graça e um abraço frouxo. Meu primeiro pensamento foi com certeza de que tudo tinha acabado, de que você tinha outra, que não me amava mais, ou que algo estava acontecendo. Não é que eu tinha razão? Você me pediu para dar um tempo.

O que estava acontecendo eu ainda não sei. Mas tive que ouvir da sua boca que você queria um tempo. Por um instante, isso me fez irracionalmente pensar eu estivesse fazendo algo de errado. Mas não consegui chegar a nenhuma razão convincente.

Foi você que me pediu um tempo

dar um tempo

E fiquei sem entender, o porquê de duas pessoas que se gostam tanto e tem tanta sintonia, terem dificuldade em dizer que não sabem o que sentem, que não tem certeza sobre um futuro ao lado do outro… Você tinha essa dificuldade. Pude ver nos seus olhos uma profusão de sentimentos, mas me desculpe, naquele momento estava tentando lidar com os meus.

Então, logo eu que tinha certeza que gostaria de viver do teu lado, senti na alma o amor se esvaindo. Consegui sentir aquele misto de medo de te perder e de arrependimento por ter me relacionado novamente.

Eu queria ter escutado da sua boca que não tinha certeza sobre permanecer ao meu lado. Preferia isso ao ficar angustiada durante todo o “tempo” que você diz que precisava. Com isso, eu ao menos tinha uma certeza: a vida se encarregaria de dissolver o sentimento que ficasse. O vento secaria as minhas lágrimas, e um dia não ia doer lembrar da nossa história.

Se esse não fosse o tal “momento ideal” para ficarmos juntos, sem problema, de qualquer forma terei que dar um jeito nesse apego todo se não der mais, mas não me peça um tempo.

Não peça distância se estiver confuso sobre o que sente por mim. Não peça para se isolar, peça para que eu te compreenda. Juro, eu me esforçaria. Me esforçaria inclusive se não fosse comigo o problema. Se fosse qualquer outra coisa da sua vida eu lutaria do teu lado. Um casal é um time não é?

Eu poderia ter lhe escutado, mas você preferiu não se abrir. Poderíamos conversar e tentar achar uma solução juntos. Mas não houve abertura, nem dialogo. E isso só serviu para eu ficar pensando em inúmeras possibilidades, sem saber ao certo estava acontecendo.

Não sou eu que vou dar um tempo

dar um tempo

Gostaria de ser indiferente a ponto de te dar o espaço que quisesse para pensar longe de mim. Aliás, eu até consigo me afastar para criar esse espaço, mas não me comprometo em parar minha vida pra que você repense a sua. Afinal, aqui estou eu, decidida sobre o que quero. Ou seja: estar com você. E não preciso dar um break em nada.

Tem coisas que não estão legais? Então vamos conversar sobre elas, saber se estamos dispostos a fazer acontecer de um jeito melhor, se podemos nos ajudar e seguirmos juntos. Mas não conte comigo para ficar de fora, assistindo você refletir sobre algo do qual eu faço parte. Dar um tempo, infelizmente não é pra mim.

 

Fonte Entre Cabelos e Barba



Posts relacionados

Deixe seu comentário no Facebook