APRENDA A AMAR A LIBERDADE DELA

Ela é irresistível, quase seu maior desejo. Ela tem traços marcantes, olhar forte. Pode esquecer essa de colocar a cabeça no travesseiro e não pensar nela. É impossível. Depois que ela cruzar seu caminho, meu amigo, ferrou.

Seus defeitos, por um longo tempo são quase imperceptíveis, é que ela te cega (mesmo não querendo). É quase um veneno, não, veneno é algo muito ruim. É melhor dizer que ela te hipnotiza. Assim, te faz acreditar que ao lado dela, você estará pleno e não precisará de mais nada.

A doçura que ela possui, te faz ficar romântico, inevitável. Ela te domina. E não satisfeita, acaba dominando seus pensamentos, suas vontades, seus sonhos. Ela não faz por querer, é dela. E você acaba por cultivar dentro do peito as coisas mais lindas que possam existir.

Então você confia na plenitude que é só sua, no amor só seu, ela nunca te disse “eu te amo”, já pode ter falado “fica”. Ok, um “fica” para um apaixonado, é a melhor declaração possível. Enfim, ela ilude sem pensar, não faz por mal.

Depois de um tempo, ela cisma de ir embora. Quando isso acontece, provavelmente é culpa de três possíveis coisa: 1) a monotonia, 2) o sufocar e 3) a liberdade. Pois é, ela é livre. É o que mais preserva e não tolera quando alguém quer tomar essa tal liberdade. E se ela de fato for embora, por um desses motivos. Pode ir se preparando, pois ela não há de voltar nem tão cedo. Logo te cai a ficha e fica perceptível a transformação da doçura que tanto te encantava, na coisa mais amarga do mundo. Ela consegue ser fria, muito fria, BEM FRIA MESMO. Vale ressaltar isso! Se nesse momento, depois do sofrimento, você não desistir de estar ao lado dela. Parabéns, mas se prepara, a luta não é nenhum pouco fácil. As mensagens cruéis, muitas delas começando com um “olha aqui”, que vai te dar medo de ler o final.

Mas, numa boa. Posso te dar minha opinião? Não desista de estar ao lado dela. Com o tempo compreende-se essa famosa liberdade que tanto encheu o seu saco. E olha só, você começa a desejar ser livre também. Vai ter sede por ser livre. Lógico, cada um tem sua forma de liberdade, uma completamente diferente da outra. E quando se ama alguém, do amor que for, quando se quer estar do lado de uma pessoa, da maneira que for. Você acaba por entender a liberdade do outro. Mas por favor, seja claro, e peça para ela te avisar (tem momentos em que você se acostuma), se algo estiver errado. Mas até por precaução. E se o tempo for generoso contigo e fazer com que o coração dela amoleça, aos poucos, ela irá te receber de braços abertos (Ok, com bastante receio e por isso, nem tão abertos assim). Mas aos poucos, você vai perceber, que o que ela gostou mesmo, foi da notícia que você ficou.

___

Escrito por Gabriel dos Anjos

Publicado originalmente: Superela



Deixe seu comentário no Facebook