Idosa com Alzheimer só reconhece marido com quem é casada há 80 anos

A dona Genésia Generina Soares, 97 anos, tem Alzheimer há 6 anos e a única pessoa que ela é capaz de reconhecer é o marido centenário, o seu Luiz Gonzaga Araújo, com quem é casada há 80 anos.

Os dois vivem em um sitio, em Natal (RN). A família conta que a ex-costureira foi diagnosticada com a doença 4 anos depois de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), que paralisou o seu braço direito, mas jamais a fez esquecer do seu grande amor.

1

Segundo o neurologista Márcio Balthazar, professor da Unicamp, o fato de dona Genésia reconhecer o marido, entre tantos familiares e amigos, deve-se à relação próxima entre eles, à convivência e às muitas conversas em 8 décadas de matrimônio.

“A princípio as pessoas não reconhecem o companheiro mesmo, mas quanto mais intimidade melhor. Quanto mais contato tiver com o outro, melhor, disse o professor em entrevista ao G1.

2

Ele reforçou que o Alzheimer é uma doença que afeta primeiro as lembranças recentes e que há casos de pais que só lembram dos filhos quando eram crianças. “Vê um barbudo, uma pessoa mais velha chamando de filho, causa estranheza. É mais fácil achar que o neto é filho”, explica. E o mesmo acontece entre casais. “Às vezes, a paciente confunde o marido com o pai.”

Fotos: Laila Braghero/G1

___

Publicado em Razões para Acreditar

 



Posts relacionados

Deixe seu comentário no Facebook